Topo
Blog Direção Legal

Blog Direção Legal

Crianças precisam de cuidados especiais quando o assunto é carro

Denis Freire de Almeida

11/10/2019 04h00

A obrigatoriedade das cadeirinhas infantis nos carros desde 2010, aumentou a consciência dos pais sobre os cuidados com o transporte dos filhos. Mesmo assim, ainda é comum vermos crianças soltas nos carros aqui no Brasil. E o motivo principal é a falta de percepção de risco.

Veja mais dicas do Direção Legal

Muitos adultos acham que o interior do automóvel é seguro e macio, não representando riscos elevados. Eles não sabem que em um acidente a "apenas" 60 km/h, o nosso peso é multiplicado por 19 vezes. Ou seja, uma criança de 7 anos passa a pesar meia tonelada!

CADEIRINHAS SÃO FUNDAMENTAIS

Por isso é importantíssimo usar os equipamentos de retenção durante os percursos. Existem basicamente três tipos de cadeirinhas: Bebê Conforto (0 – 9 kg/alguns chegam até 13 kg), Poltronas Reclináveis (0 a 18 kg) e Assento de Elevação ou Booster (18 a 36 kg).

A criança só poderá parar de usar as cadeirinhas quando atingir a altura mínima de 1,45m, ou seja, quando sentar no banco do carro e conseguir encostar os pés no assoalho. Mas andar no banco da frente, só quando completar 10 anos.

Os cuidados com os pequenos nos carros, porém, vão muito além do uso das cadeirinhas… Veja no vídeo como evitar os riscos de atropelamentos durante as manobras na garagem ou ainda o esquecimento da criança no carro em caso de quebra de rotina.

Veja mais dicas do Direção Legal

Sobre o Autor

Denis Freire de Almeida é jornalista formado pela PUC-SP, com 25 anos de experiência na área de automotiva. É idealizador do “Direção Legal” e já trabalhou em veículos como Rede Globo, Quatro Rodas, O Estado de S. Paulo, Record TV e Webmotors. É piloto de testes certificado pela Federação Paulista de Automobilismo desde 1999, além de instrutor de Direção Preventiva e Defensiva.

Sobre o Blog

A ideia do “Direção Legal” é salvar vidas. Você sabia que “cai um Boeing por dia” nas ruas e estradas brasileiras? Isso mesmo, são 104 vítimas fatais todos os dias -- uma a cada 13 minutos. A melhor forma de evitar a ampliação desse número alarmante é informar sobre os riscos ao volante e dar dicas práticas de como minimizá-los. O que nos motiva é que 94% dos acidentes poderiam e podem ser evitados, já que são causados por falha humana. Embarque com a gente nessa viagem.

Blog Direção Legal