PUBLICIDADE
Topo

Chamo o SAMU, os bombeiros ou levo o paciente no meu carro ao hospital?

Denis Freire de Almeida

10/04/2020 04h00

Em uma emergência, o que devo fazer? Chamo o SAMU (ligue 192), os Bombeiros (ligue 193) ou levo o paciente de carro para o hospital? Essa é uma dúvida pertinente e precisa ser bem esclarecida.

Veja vídeos com dicas de Direção Preventiva

Tenha em mente que levar um paciente em emergência médica por conta própria até o hospital é a última possibilidade a ser considerada. Procure sempre chamar em primeiro lugar os serviços especializados dos socorristas. Mas quando chamar o SAMU e quando chamar os Bombeiros?

LIGUE PARA O SAMU (192) QUANDO:
>> Dores no peito repentinas
>> Intoxicação ou envenenamento
>>
Queimaduras graves
>> Partos com risco de morte para mãe ou filho(a)
>> Queda acidental
>> Crises convulsivas
>> Atropelamentos
>> Desmaios
>> Hemorragias

LIGUE PARA OS BOMBEIROS (193) QUANDO:
>> Acidentes com pessoas presas nas ferragens
>> Incêndios
>> Tentativas de suicídio
>> 
Salvamentos aquáticos
>> Desabamentos
>> Deslizamentos
>> Choques elétricos
>> Quedas de altura
>> Vazamentos de gás

É sempre bom lembrar que não se deve tocar em vítimas com suspeita de fraturas, principalmente na coluna espinhal, pois há risco de agravamento das lesões, com possível secção da medula durante uma remoção inadequada.

Mas o que fazer em casos de emergências em que não dá tempo de esperar a chegada dos profissionais e que não envolvam suspeita de fratura na coluna?

Eu particularmente já levei duas pessoas em estado grave até o hospital com meu próprio carro. A primeira delas foi o ex-preparador físico do São Paulo, Altair Ramos, vítima de um raio no Centro de Treinamento do tricolor paulista, em 29 de fevereiro de 1996.

Lembro de vê-lo caindo no campo, após um grande estrondo. Enquanto ele recebia os primeiros-socorros, fui buscar meu carro para seguir a ambulância. Para minha surpresa, não havia ambulância e eu fui o primeiro a chegar ao local de saída do campo.

Meu VW Gol virou ambulância, com o zagueiro Sorley fazendo respiração boca-a-boca em Altair no banco de trás, enquanto o também zagueiro Gilmar ia abrindo caminho com seus berros pela janela do banco da frente, na avenida Marquês de São Vicente-SP.

O raio caiu às 16h. Quatorze minutos depois, Altair deu entrada no hospital São Camilo e se recuperou sem sequelas!

A outra pessoa que socorri foi minha saudosa avó paterna, Maria dos Anjos, depois de sofrer um AVC em casa, em 2000. Foram os dez minutos mais angustiantes da minha vida de motorista.

Mesmo angustiado, porém, você não pode perder a noção dos riscos do trânsito. Apesar de estar em uma emergência, querendo chegar o quanto antes ao hospital, você não deve piorar o que já está ruim…

DICAS PARA LEVAR UM PACIENTE EMERGENCIAL:
>> Prenda a vítima no cinto de segurança
>> Ligue o pisca-alerta e deixe-o ligado até chegar ao hospital
>> Use a buzina para alertar os outros da situação anormal
>> Evite usar a buzina nas proximidades do hospital
>> Alterne os faróis, piscando entre luzes alta e baixa
>> Use os corredores de ônibus para fugir do trânsito
>> Procure não ultrapassar os limites de velocidades das vias (se precisar, faça com parcimônia)
>> Caso encontre alguma viatura policial, peça para abrirem caminho e siga-a

Sim, as infrações de trânsito serão registradas e você receberá todas em sua casa. Porém, existe jurisprudência para a anulação das mesmas caso seja comprovada na Justiça a condição emergencial do traslado do paciente. Por isso, guarde uma cópia da guia de internação para justificar seus atos.

Relembrando: a prioridade é chamar SAMU (192) ou Bombeiros (193). Caso você precise levar um paciente emergencial, esteja sempre consciente de suas manobras, pois os riscos de acidentes nessa situação aumentam exponencialmente.

Veja vídeos com dicas de Direção Preventiva

 

VEJA TAMBÉM
>> É proibido usar o pisca-alerta com o carro em movimento?
>> Veja os perigos dos acostamentos e como minimizar os riscos de acidentes
>> Afinal, os pneus do seu carro têm validade de 5 anos? Veja mitos e verdades

>> Economize! Veja se você usa o ar-condicionado do carro de forma errada
>> Veja cinco dicas para ultrapassar com segurança nas estradas

Sobre o Autor

Denis Freire de Almeida é jornalista formado pela PUC-SP, com 25 anos de experiência na área de automotiva. É idealizador do “Direção Legal” e já trabalhou em veículos como Rede Globo, Quatro Rodas, O Estado de S. Paulo, Record TV e Webmotors. É piloto de testes certificado pela Federação Paulista de Automobilismo desde 1999, além de instrutor de Direção Preventiva e Defensiva.

Sobre o Blog

A ideia do “Direção Legal” é salvar vidas. Você sabia que “cai um Boeing por dia” nas ruas e estradas brasileiras? Isso mesmo, são 104 vítimas fatais todos os dias -- uma a cada 13 minutos. A melhor forma de evitar a ampliação desse número alarmante é informar sobre os riscos ao volante e dar dicas práticas de como minimizá-los. O que nos motiva é que 94% dos acidentes poderiam e podem ser evitados, já que são causados por falha humana. Embarque com a gente nessa viagem.